Radicalismo, racismo, intolerância e violência: o que está por trás de Charlottesville

Richard Spencer, pai do conceito de 'alt-right', no conflito de Charlottesville. (imagem: El País)

Richard Spencer, pai do conceito de ‘alt-right’, no conflito de Charlottesville. (imagem: El País)

A cidade de Charlottesville, localizada no estado da Virgínia, ao sul dos Estados Unidos, foi palco de uma disputa ente grupos supremacistas brancos e seus opositores no Sábado, dia 12 de agosto, que resultou em feridos e uma pessoa morta. A cidade de 45 mil habitantes presenciou a materialização da ação de grupos considerados de extrema-direita, que têm crescido em aparições públicas, declarações e manifestações nos Estados Unidos desde a campanha que elegeu Donald Trump à presidência do país.

Sobre o assunto, e contexto geral em torno dele, recomendamos as seguintes leituras:

 

http://m.folha.uol.com.br/mundo/2017/08/1909554-a-extrema-direita-esta-em-ascensao-nos-eua.shtml

https://brasil.elpais.com/brasil/2017/08/13/internacional/1502645550_679199.html

 

Boa leitura!