Rugby: além das diferenças

Se você está cansados dos preconceitos que cercam o futebol, a alternativa certamente é o Rugby. Um esporte em que os torcedores não precisam ser separados nos estádios, não se matam na entrada ou na saída dos jogos e o respeito pelos outros não é artigo de luxo. Segue o texto do Gabriel Anzolin (3E4, nº17) que, como eu, é um grande fã do Rugby.

“Rugby. Esporte ainda não muito desenvolvido no Brasil, porém muito famoso em outros países do mundo, principalmente nas ex-colônias inglesas como Austrália, Nova Zelândia e África do Sul, desenvolve vários aspectos positivos nos praticantes, tais como disciplina e trabalho em equipe . Semelhante ao futebol americano em algumas regras, o objetivo principal do Rugby é chegar ao final do campo adversário com a posse de bola e encostá-la no chão, o que caracteriza o ‘try’, que vale 5 pontos . Também presente em acontecimentos históricos durante o fim regime do Apartheid na África do Sul, o esporte foi responsável pela histórica final entre o país da África meridional e a Nova Zelândia, contribuindo para a integração dos povos sul-africanos. Em países como Austrália e Nova Zelândia por exemple, o Rugby é considerado o principal esporte. A grande maioria da população pratica ou já praticou o esporte em algum momento da vida, o que faz com que a cultura do país seja baseada nos ‘heróis atletas’. Apesar de ser um esporte com contato físico intenso, o Rugby é acima de tudo um esporte leal. O árbitro da partida é a autoridade máxima do jogo, e apenas os capitães da equipes são autorizados a conversar com o árbitro durante a partida, e isso ainda é raro de acontecer. Isso prova a disciplina com que o esporte é ensinado às crianças desde cedo. Em síntese, seria interessante a presença do esporte mais ativamente no Brasil, podendo criar uma nova mentalidade esportiva e cultural no país.”

Em tempo: domingo passado (29/04) Leinster (Irlanda) e Clermont (França) fizeram a segunda semi-final da tradicional Heinecken Cup. Foi bem mais emocionante que a maioria das finais dos Mundiais de seleções de futebol que eu vi.