O lixo do século XX

Publicado em 02/08/11

No dia 26 de julho a Folha de S. Paulo publicou um artigo sobre o extremista (ou seria bandido?) que matou várias pessoas na Noruega há duas semanas. Segundo o jornal, o sujeito havia publicado um manifesto qualificando de catastrófico o “modelo de mistura de raças” (sic) adotado no Brasil, pois “a institucionalização da miscigenação resulta, segundo ele, em altos níveis de corrupção, falta de produtividade e em um conflito eterno entre várias culturas competitivas”

Estas palavras certamente causam indignação em qualquer ser humano consciente. Mas a indignação maior vem do fato de que muitos brasileiros pensam desta forma. Acredito que a miscigenação étnica e cultural é o que o Brasil tem de melhor e ainda bem que somos reconhecidos por isso! E, para o azar dos simpatizantes do fascismo entre nós, a miscigenação é uma tendência inexorável.

Por outro lado, diante desta demosntração explícita de nazismo, é de se perguntar se os europeus não aprenderam nada com os horrores proporcionados pelos nazistas na Segunda Guerra e pelos sérvios nas guerras balcânicas da década de 1990…

Pérsio Santiago

Compartilhe por aí!
Use suas redes para contar o quanto o Band é legal!

mais de Ciências Humanas